urban-438393.jpg

A Missão é de Todos 

Jean Martins

A Missão de Deus não é restrita apenas para um grupo seleto de pessoas, ou para um departamento específico. É uma responsabilidade de toda a igreja. A partir do momento em que aceitamos a Jesus como nosso Salvador, assumimos não somente a responsabilidade de segui-Lo, mas também de testemunhá-Lo a todo o mundo (At 1:8), Ele nos redimiu com um propósito.

Fomos reconciliados com Deus por meio de Jesus, para sermos salvos. Porém, o objetivo não era somente levar-nos para o céu, mas nos tornar agentes da reconciliação para outras pessoas. Isso faz de nós embaixadores de Cristo, aqueles que representam e promovem o Reino de Deus na Terra, suplicando ao mundo: “Reconciliem-se com Deus” (2 Co 5:18-20), pois os povos carecem de Salvação.

Todos os dias multidões têm morrido sem conhecer a Jesus. A Bíblia diz que: “o que não crê já está julgado.” (Jo 3:18). Mas outro texto nos indaga: “ como crerão naquele de quem nada ouviram? E como ouvirão se não há quem pregue?” (Rm 10:14). O Cristão que acredita que Jesus é o único caminho para a Salvação, precisa ficar aflito e atônito com essa realidade, e dizer eis me aqui à Grande Comissão. 

No tempo de Jesus o número de trabalhadores era pequeno, comparado a demanda de pessoas que precisavam ouvir o Evangelho das boas novas (Mateus 9:36-37). Essa ainda é uma realidade da igreja do século 21. A Seara é grande, mas poucos são aqueles que se dispõem a ir em lugares que o evangelho ainda não chegou. É preciso ir para Jesus voltar.

 A tarefa de missões ainda está inacabada, mas ela vai se concretizar, isso já está Escrito na Palavra (Ap 5:9). A questão é se faremos parte ou não dessa Missão, pois ser participante da Obra redentiva de Deus não é um fardo, mas um privilégio que nos foi estendido pelo Pai. A decisão de dizer sim à Missão de Deus é uma questão de obediência. Como diz Patrick Johnstone: “A pergunta não é se Missões é pra você, mas sim onde você se encaixa.”